Arma usada na morte de empresário estava na casa de adolescente no Jardim Paraíso

Polícia avança na captura dos envolvidos e agora busca por outro participante da trama criminosa

| JOTAFM


Arma usada na morte de empresário estava na casa de adolescente no Jardim Paraíso

Com o intenso trabalho da 3ª Companhia Destacada de Polícia Militar e da Delegacia de Polícia Civil, ambas de Sidrolândia, da 1ª Companhia de Polícia Militar e Polícia Civil de Bonito, e do Garras, Choque e outras unidades especializadas da Capital, está sendo elucidada rapidamente a trama criminosa que culminou no latrocínio do comerciante Paulo César Buchanelli ocorrido no dia 15.

Welessom Sanches Fragozo, vulgo “Pipoca” havia sido preso na tarde do sábado (17) em Bonito. Ele foi transferido para Sidrolândia e está à disposição da Justiça.

Fontes da polícia dizem que o criminoso de 21 anos de idade relatou que não foi o autor do disparo, e que pilotava a motocicleta. As investigações mostram até agora o contrário, e por isso não acreditam nessa versão. Pipoca teria dito ainda que ficou com R$ 5 mil do montante roubado (R$ 60 mil), mas não divulgou o destino do restante.  

Já no domingo (18) foi encontrada a arma utilizada no crime no quintal da casa de um adolescente de 14 anos de idade, que denunciou mais um possível comparsa.

Durante a madrugada uma equipe do Batalhão de Polícia de Choque de Campo Grande, com base nas informações recebidas do setor de inteligência da Polícia Civil e da Companhia PM de Sidrolândia, realizou incursão no Jardim Paraíso onde chegou a uma residência na Rua Norival Lopes de Moraes.

No local reside o adolescente, que foi abordado pelos policiais. Conforme o Boletim de Ocorrência, o garoto delatou Welessom e um indivíduo conhecido pela alcunha de “Guimê” como autores do crime. Pipoca estaria pilotando, enquanto que o segundo bandido atacou o comerciante, e portanto, teria sido quem disparou a arma causando a morte de Paulo.

O adolescente ainda contou que após o crime, Guimê teria passado a ele a arma pedindo que a guardasse, com o que decidiu enterra-la no quintal da casa onde mora.

Os policiais foram ao local indicado e encontraram o revólver marca Taurus calibre .32.

A arma e o menor foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil de Sidrolândia.

As buscas continuam com o objetivo de se encontrar Guimê


Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do Canaldaqui (67) 98186-1999

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100010531782535

Clique aqui e receba notícias do Canaldaqui no seu WhatsApp!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE