Pesquisa mostra que mais de 70% do empresariado não pretende demitir na região

| DOURADOSNEWS / ADRIANO MORETTO


De acordo com pesquisa, 72% do empresariado não pretende demitir nos próximos meses - Crédito: Hedio Fazan/Arquivo/Dourados News

Mais de 70% dos empresários da região Sudoeste de Mato Grosso do Sul [que abrange municípios do extremo Sul, Grande Dourados, Fronteira e Bonito] não pretendem realizar demissões durante a pandemia do novo coronavírus. 

Os dados constam na pesquisa desenvolvida em parceria pelo Sebrae e o IPD (Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento) da Fecomércio, publicada na tarde de sexta-feira (8/5).

De acordo com o material, 72% dos entrevistados desses locais disseram tentar continuar com o quadro de colaboradores em suas empresas pelo menos nos próximos três meses, mas apenas 3% estão dispostos a abrir vagas de trabalho. 

Já o percentual de empresários que afirmaram a necessidade de demitir nesse período soma aproximadamente 25%.

Para a economista do IPD-Fecomércio, Daniela Dias, a medida tomada pelos empregadores pode demonstrar maior segurança no fortalecimento da economia nesse período. 

“Todas as vezes que temos pessoas trabalhando, temos amenização da insegurança, garantia de renda e, consequentemente, compras”, disse.

Apesar da intenção de se manter as vagas no mercado, o levantamento aponta que 93% das vendas no Sudoeste sul-mato-grossense reduziram desde o início da pandemia. 

O número fica acima da média Estadual, que é de 85%.

O fato fez com que 83% dos empresários alterassem, de alguma forma, os canais de comercialização dos produtos para tentar atrair o consumidor, que também demonstra receio em sair às compras. 

“No que diz respeito ao consumidor, chama atenção o fato de que eles ainda estão com medo, mesmo que tenha se amenizado essa sensação, ainda há efeitos”, aponta a economista.

Passada a pandemia, a recuperação econômica será gradativa na região, segundo aponta o estudo. 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE