Após vídeo sobre Chico Anysio, Antônia Fontenelle diz que está sendo censurada

O processo está sendo movido por causa de um bate-papo com a viúva do comediante, Malga di Paula, em que as duas falaram sobre o testamento deixado por Anysio

| MIDIAMAX


A atriz Antônia Fontenelle veio a público nesta terça-feira (2) através das redes sociais para comentar sobre a polêmica envolvendo seu canal no YouTube, onde apresenta o programa de entrevistas ‘Na Lata com Antônia’. Ela está sendo processada pelo advogado do ex-humorista Chico Anysio por difamação e calúnia.

O processo está sendo movido por causa de um bate-papo com a viúva do comediante, Malga di Paula, em que as duas falaram sobre o testamento deixado por Anysio, feito pelo seu advogado Paulo Cesar Pimpa da Silva. No vídeo, di Paula explica que além de existirem conflitos de interesse entre o advogado e a família de Chico Anysio, ele teria realizado um trabalho “absurdo e incompetente”.

Pimpa pede R$ 30 mil de indenização de cada uma, além da retirada do vídeo do ar no YouTube, e alega que sua qualificação e competência estão sendo contestados. “O que estão querendo fazer é me amordaçar”, rebate Fontenelle em vídeo.

“Meu canal tem seis anos, é um veículo de comunicação. Eu presto um serviço. O que um convidado fala a respeito de quem quer que seja, não é de responsabilidade minha. Eu apenas ouço, não faço juízo de valor. Vejo claramente uma tentativa de amordaçar a imprensa, de calar a boca da gente”, ressalta a apresentadora.Antônia Fontenelle pediu apoio à imprensa e ressaltou que considera a decisão de retirar o vídeo do ar como censura.

“Na intimação que eu recebi, o juiz dá 24 horas para retirar a entrevista do ar. O que estão querendo fazer ao tirar essa entrevista do ar é me calar, uma vez que eu não fiz juízo de valor. Isso se chama censura”, desabafa.Pimpa, advogado do humorista, também acinou a justiça contra o YouTube e a Jovem Pan, com quem Fontenelle possuí parceria para compartilhar os conteúdos do seu canal. Em caráter liminar, a justiça acatou seu pedido e determinou a retirada da entrevista de Malga do ar, sob pena de multa diária.

Amanda Saraiva, advogada de Pimpa, alega que Malga di Paula fez “calúnias muito pesadas a seu respeito, dizendo que ele se apropriou indevidamente do dinheiro das salas comerciais do Chico Anysio.” A advogada também afirma que Paulo tem sido alvo de ameaças por causa da entrevista.Até o momento, a reportagem entrou em contato do advogado mas ainda não teve resposta.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE