Câmara aprova e prefeito de município de 5 mil pessoas ganhará 14 mil

Salário de membros doslegislativo, vice-prefeito e secretários também serão reajustados a partir de 2021.

| TAINá JARA / CAMPO GRANDE NEWS


Prédio da Prefeitura de Rio Negro (Foto: Divulgação/Prefeiutura de Rio Negro)

Os vereadores do município de Rio Negro, distante 144 quilômetros de Campo Grande, aprovaram, nesta semana, o reajuste de salário para servidores do Legislativo e do Executivo, em 2021. Com a nova lei, o prefeito da cidade de pouco mais de 5 mil habitantes, vai ganhar R$ 14 mil por mês.

Com 7 votos a favor e 2 contra, a lei vai impactar no orçamento do município que, conforme vereadores a oposição, arrecada pouco em ano de pandemia. A remuneração atuam de R$ 2,3 dos vereadores passará a R$ 3,5 mil. Entre os secretários municipais, os vencimentos saem dos R$ 4,4 mil para R$ 5,6 mil.

O reajuste entre os cargos mais altos do Executivo, no entanto, é o que causou mais indignação da população. O salário do prefeito sai dos atuais R$ 12,8 mil para R$ 14,8 mil. O do vice-prefeito sai dos atuais R$ 6 mil para R$ 7 mil.

Em Campo Grande, por exemplo, Capital com quase 1 milhão de habitantes, a remuneração líquida do prefeito Marcos Trad, no mês de abril foi de R$ 20,4 mil.

Contrário ao projeto, o vereador Vaderlei de Amorim (PSDB), manifestou afirmou que embora o salário para ocupar o cargo no legislativo não seja muito a situação não é das melhores para medidas que oneram a população.

“Uma cidade, com 5 mil habitantes, que arrecada pouco, e o salário do prefeito sair de R$ 12,8 mil para 15 mil enquanto tem cidade com 130 mil habitantes com prefeito ganhando R$ 8 mil, é muita coisa', afirmou. Também foi contra o projeto o vereador Guido Schmitz (MDB).



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE