MS confirma 14 mortes por Covid-19 nesta quinta-feira

Mortes ocorreram em 10 cidades diferentes do Estado

| CORREIO DO ESTADO / DAIANY ALBUQUERQUE


Equipe médica tratando de paciente com Covid-19 em UTI - Reprodução

Mato Grosso do Sul confirmou, apenas nesta quinta-feira (2), até agora, 14 mortes por Covid-19. É o maior número de óbitos em função da pandemia em um só dia. Com esses casos, o Estado passa a contabilizar 105 mortes pela doença. De acordo com dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES), esses casos ocorreram em 10 cidades diferentes.

Até ontem, o Estado contabilizava 91 vítimas do novo coronavírus. A 92ª vítima foi uma mulher, de 55 anos, que moradora de Corumbá e que não apresentava comorbidades, porém, na declaração de óbito foi relatado diabetes. 

Ela estava internada na Santa Casa de Corumbá desde 19 de junho e foi encaminhada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no dia 22. Ela morreu na quarta-feira, mas foi contabilizada apenas hoje.

Um homem de 78 anos, morador de Campo Grande, foi a 93ª morte. A vítima tinha doença cardiovascular crônica e doença neurológica crônica. Os sintomas foram iniciados no dia 8 de junho. Ele estava internado desde 12 na UTI no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, mas morreu ontem.

A 94ª vítima era uma mulher de 66 anos, moradora de Campo Grande, e que sofria de diabetes. Segundo a SES, ela sentiu os primeiros sintomas no dia 26 de junho e foi internada dois dias depois em um hospital da Capital e faleceu no mesmo dia. O diagnóstico positivo para Covid-19 foi dado apenas ontem.

Outra das mortes foi de um homem de 77 anos, que era de Três Lagoas. Ele estava internado na UTI de hospital da região desde o dia 7 de junho, mas os sintomas já eram sentidos desde o dia 4 do mesmo mês. O testo positivo para a doença saiu no dia 13 e ele faleceu no dia 1º de julho.

Moradora de Nova Andradina, uma mulher de 85 anos foi a 96ª vítima da Covid-19 no Estado. Ela estava internada desde o dia 22 de junho e o diagnóstico positivo para Covid-19 foi dado dia 26 daquele mês. Ela morreu hoje.

A 97ª vítima foi um homem de 50 anos, residente de Douradina e sem comorbidades relatadas. O início dos sintomas foi no dia 31 de maio e ele estava internado desde 9 do mês passado e transferido para a UTI nove dias depois. Sua morte ocorreu nesta quinta-feira.

Um homem de 66 anos, residente de Dourados, foi a 98ª vítima. Ele sofria de doença cardiovascular crônica e diabetes e começou a sentir os sintomas no dia 27 de junho. Internado no mesmo dia e transferido para a UTI no dia seguinte. O diagnóstico foi feito por meio de teste rápido e hoje ele morreu.

Residente em Batayporã, uma mulher de 79 anos foi a 99ª vítima da Covid-19 em Mato Grosso do Sul. Ela tinha diabetes e hipertensão e começou a ter sintomas no dia 22 de junho. Ela foi internada na UTI de hospital da região e morreu ontem, mas o resultado do exame que confirmou a doença só saiu hoje.

A 100ª vítima foi uma moradora de Sorona, de 75 anos. A idosa não tinha comorbidades relatadas e os sintomas tiveram início no dia 27 de junho, sendo internada dois dias depois. Sua morte aconteceu ontem, mas o exame que comprovou a Covid-19 só saiu hoje.

O segundo morador de Dourados confirmado nesta quinta-feira se trata de um homem de 77 anos. O início dos sintomas foi no dia 20 de junho, quando foi internado no Hospital da Vida e faleceu no mesmo dia. De acordo com a secretaria, a coleta de amostra teve vazamento durante transporte e não foi possível realizar diagnóstico laboratorial da vítima. Por este motivo optou-se, em conjunto com a equipe de Dourados, por coletar amostras dos contatos domiciliares do caso. Como dois resultados foram positivos, ele é o primeiro caso e óbito confirmado Covid-19 por critério vinculo epidemiológico.

Já a 102ª vítima era uma mulher de 84 anos, moradora de Cassilândia e sofria de diabetes. Início dos sintomas em 19 de junho e ela estava internada desde 26 daquele mês. O diagnóstico positivo para a doença ocorreu hoje, mesmo dia de sua morte.

A 103ª morte ocorreu em Campo Grande, uma mulher de 75 anos, que sofria de doença cardiovascular crônica e obesidade. O início dos sintomas foi no dia 25 de junho e ela foi internada na UTI três dias depois. O diagnóstico positivo para Covid-19 foi nesta quinta-feira, data em que faleceu.

Outro óbito ocorreu em Coxim, de um homem de 67 anos, que foi a 104ª vítima do Estado. Ele tinha como comorbidade doença cardiovascular crônica e diabetes e começou a sentir os sintomas no dia 14 de junho. Estava internado desde 29 do mês passado e teve confirmação da doença por teste rápido. Ele faleceu hoje.

A 105ª vítima era uma mulher de 50 anos, moradora de Campo Grande, que sofria de Doença cardiovascular crônica, diabetes e asma. O início dos sintomas foi no dia 24 de junho e ela estava internada em UTI desde 26 daquele mês. Sua morte ocorreu dois dias depois, mas o resultado do exame para a doença só saiu hoje.

Sendo assim, Mato Grosso do Sul registra 17 óbitos em Campo Grande, 6 em Três Lagoas, 3 em Batayporã, 2 em Paranaíba, 2 em Vicentina, 28 em Dourados, 2 óbitos de Brasilândia, 4 em Itaporã, 1 em Iguatemi, 2 em Rio Brilhante, 1 em Sidrolândia, 4 em Ponta Porã, 11 em Corumbá, 2 em Douradina, 1 em Deodápolis, 1 em Anastácio, 3 em Itaquiraí, 3 em Guia Lopes da Laguna, 1 em Glória de Dourados, 1 em Naviraí, 3 em Fátima do Sul, 2 em Amambai, 2 em Nova Andradina, 1 Cassilândia, 1 em Coxim e 1 Sonora.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE