Bolsonaro enviou 10 mil comprimidos de hidroxicloroquina para Campo Grande

Os medicamentos devem compôr um kit de prevenção, que será usado para deter o agravamento de casos já confirmados

| MIDIAMAX


Foto: Reprodução.

Nesta terça-feira (07), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) enviou 10 mil comprimidos de hidroxicloroquina para Campo Grande, para enfrentamento ao coronavírus. De acordo com o prefeito Marquinhos Trad (PSD), os medicamentos devem compôr kits de prevenção da doença.

“Hoje o presidente da república, Jair Bolsonaro, está enviando para Campo Grande, 10 mil comprimidos de hidroxicloroquina”. Em transmissão ao vivo nas redes sociais, Marquinhos afirmou que embora o número de medicamentos não seja alto, “cavalo dado não se olha o dente”.

Então, devido ao auxílio, agradeceu ao vivo. “Nós estamos aqui para agradecer o senhor presidente”. Sobre como os medicamentos serão aplicados no sistema público de saúde, o prefeito afirmou que devem integrar um kit de prevenção. “Nós já vamos colocar no kit prevenção juntamente com os outros medicamentos”, garantiu.

Sobre o kit, Marquinhos ressaltou que não é uma medida de cura, mas sim de prevenção do agravamento da doença. “Kit de prevenção é para você prevenir estágios que possam te levar para uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva)”, explicou.

Assim, informou que a prefeitura também se antecipa e deve determinar aquisição dos medicamentos para composição dos kits. “Nós temos que nos cercar de medidas de prevenção, porque não tem nada em relação a cura”, afirmou.

Ainda sobre a aquisição, o prefeito admitiu que existe dificuldade para encontrar alguns medicamentos nas redes privadas de farmácias. “Hoje até o presidente da república, porque nós apelamos a ele também sobre alguns medicamentos que começaram a sumir das prateleiras das farmácias da rede privada”, lembrou.

Leitos em Campo Grande – De acordo com dados informados pelo prefeito, entre rede pública e privada de Campo Grande, existem 223 leitos de UTI. Desses, 161 estão ocupados. Portanto, 72% dos leitos de UTI estão ocupados. Por fim, apenas 28% estão disponíveis.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE