Governador quer pacto por emprego, mas mantém Estado fechado, diz Bolsonaro

Flávio Dino, do Maranhão, enviou um ofício com a proposta ao presidente

| MIDIAMAX


O presidente Jair Bolsonaro. (Foto: Sérgio Lima/Poder360)

Sem citar nomes, o presidente Jair Bolsonaro criticou o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), por propor um pacto pelo emprego e manter, ao mesmo tempo, medidas de isolamento social como forma de combate ao novo coronavírus. “Tem governador agora que quer pacto pelo emprego, mas ele continua com o Estado dele fechado', disse Bolsonaro a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada na manhã desta terça-feira, 28.

Na segunda-feira, Dino escreveu, pelo Twitter, que encaminhou um ofício ao Presidente da República “propondo que ele reúna os governadores, entidades empresariais e trabalhadores, visando um Pacto Nacional pelo Emprego'. “Hoje, o secretário de Política Econômica do Governo Federal anunciou que o desemprego vai aumentar', afirmou Dino.

Encaminho agora um ofício ao presidente da República propondo que ele reúna os governadores, entidades empresariais e de trabalhadores, visando a um Pacto Nacional pelo Emprego. Hoje o secretário de Política Econômica do Governo Federal anunciou que o desemprego vai aumentar.

— Flávio Dino

Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do Canaldaqui (67) 98186-1999

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100010531782535

Clique aqui e receba notícias do Canaldaqui no seu WhatsApp!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE