VÍDEO: Incêndio destrói área de preservação e refúgio de araras azuis no Pantanal

Presidente do Instituto Arara Azul relata que ainda não se sabe quantos ninhos e palmeiras foram devastados pelas chamas.

| MIDIAMAX


Os incêndios que atingem o Pantanal de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso continuam devastando reservas e áreas de preservação. Na fazenda São Francisco de Perigara, chamas destruíram local que é considerado refúgio de araras azuis.

Segundo a presidente do Instituto Arara Azul, Neiva Guedes, o prejuízo na fauna e flora ainda é incalculável. A área é monitora a mais de 15 anos e abriga araras reprodutivas e não reprodutivas do mundo.

“É um local especial onde elas se concentram para dormir. Elas acompanham o gado, e derrubam os frutos para comer no chão. Estamos muito preocupados. Para se ter uma ideia, monitorávamos 30 ninhos naturais e 20 ninhos artificiais. Não tem como saber quanto perdemos, mas sabemos que serão grandes perdes”, lamenta.

Há mais de 20 dias internada com coronavírus, ex-secretária de MS está entubada e sedada

Com mais de 1,2 milhão de hectares destruídos, Unesco manifesta preocupação com Pantanal

Desde 2005 o local serve de abrigo das aves, que são simbolo do Pantanal e já esteve na lista de animais em extinção. Desde o início do projeto, o Instituto registrou mais de 60 nascimento de filhotes de arara azul na fazenda.

As equipes do Corpo de Bombeiros, brigadistas, Forças Armadas, Sesc e funcionários da fazenda, estão sendo feitas o combate e aceiros, para evitar que o incêndio avance mais e atinja outras reservas.

Confira o vídeo do incêndio:

Associação Comercial também pede para participar de ação que discute lockdown em Campo Grande

Jovens deixam de ser exceção e já correspondem a 29% dos infectados por coronavírus em MS

Preso por queimar roupas da mulher e dos filhos, ainda ameaçou policiais de morte



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE