Há mais de 20 dias internada com coronavírus, ex-secretária de MS está entubada e sedada

Ex-secretária de administração do Governo de MS, Thie Higuchi Viegas, está respirando com ajuda de aparelhos.

| MIDIAMAX


(Foto: Gov MS/Arquivo)

A ex-secretária de administração do Estado, Thie Higuchi Viegas, ainda está internada no hospital da Cassems, em Campo Grande, entubada e sedada, com coronavírus. Thie atuou na pasta durante a gestão do ex-governador André Puccinelli.

Em nota, o hospital informou que a paciente está na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) desde o dia 21 de julho, respirando com ajuda de aparelhos. O quadro é considerável estável.

Thie era considerada braço direito de André Puccinelli e comandava a secretaria na época em que foi firmado um contrato entre o governo e a empresa Dicorel Comércio e Indústria Ltda, à época suspeita de participar de esquema que fraudava licitações do IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul).

Covid-19: campanha é lançada para valorizar profissionais de saúde

Boa notícia: Mato Grosso do Sul tem 26,7 mil curados de coronavírus

Em fevereiro deste ano, a Polícia Federal desencadeou a Operação ‘Volt’, e cumpriu seis mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal de Campo Grande, em três residências e na sede de três empresas.

Os certames suspeitos do IFMS são relativos à contratação de serviços para execução de obras de instalações elétricas nos prédios de Corumbá, Coxim, Ponta Porã e Três Lagoas. Segundo a PF, as firmas combinavam os preços entre si, de forma que sempre uma delas sairia vencedora no certame.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE