Rodada de Negócios reúne empresários de todo o País interessados em negócios com o Paraguai

O Paraguai é um país cuja cultura está muito presente no nosso Estado, e temos nele a oportunidade de ganhar mercado, e gerar mais empregos e renda

| DANIEL PEDRA/FIEMS


Rodada de Negócios reúne empresários de todo o País interessados em negócios com o Paraguai

Com 146 inscritos, a Rodada de Negócios promovida nesta terça-feira (06/03) pelo CIN (Centro Internacional de Negócios) do IEL, Governo do Estado e Sebrae/MS, em Campo Grande (MS), reuniu empresários de todo o Brasil interessados em fazer negócios com representantes de empresas do Paraguai, que, junto de uma delegação do país vizinho composta por executivos e chefes de Estado, participam do “Encontro de Negócios Brasil-Paraguai”.

Conduzidos por consultores de mercado, cada empresário brasileiro conversou com os paraguaios, visando fechar contratos e encontrar novos fornecedores e parceiros comerciais. O empresário Jaime Teixeira, proprietário da Vencetex, fábrica de refrigerantes de Guararapes (SP), participou da rodada em busca de conhecer melhor o mercado paraguaio. “Atualmente trabalhamos com uma pequena parcela de distribuição de bebidas em Campo Grande e, já pensando em expandir nosso mercado por aqui, quero entender melhor quais as vantagens tributárias oferecidas pelo Paraguai”, afirmou.

Proprietário da Montreal Alimentos, que atua na área de moagem de trigo e derivados em Dourados (MS), Otto Werner compareceu no evento visando expandir as operações da empresa para o mercado externo. “Hoje atendemos Mato Grosso do Sul e outros quatro estados brasileiros, mas como temos planos de expansão para o comércio exterior, vim para tentar encontrar potenciais compradores e conhecer a legislação do Paraguai em termos mais técnicos”, disse.

Já o empresário Juan Bobadilla veio acompanhando a delegação paraguaia para conhecer supermercadistas brasileiros interessados em distribuir os produtos da Inca, indústria de produtos de higiene e limpeza no comércio local. “Somos uma empresa bastante tradicional no Paraguai e estamos há 54 anos no mercado, então buscamos uma cadeia de supermercados dispostas a assumir a representação do nosso catálogo de produtos e comercializa-los no Brasil”, explicou, completando que trouxe amostras de amaciantes de roupas, detergentes e desodorantes com o rótulo em português para demonstrar aos empresários como eles ficariam caso fossem vendidos nas gôndolas locais.

Legislação

Antes de participar da rodada de negócios, os empresários tiveram a oportunidade de entender o funcionamento do programa “Indústria Sem Fronteiras”, apresentado pelo superintendente de Indústria, Comércio e Turismo da Semagro (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Bruno Bastos. O programa foi criado pela Fiems com o objetivo de fornecer informações sobre as vantagens competitivas de internacionalização das empresas, por meio dos mecanismos do Programa Fomentar Fronteiras, criado pelo Decreto Estadual nº 14.090/2014, e da chamada Lei de Maquila.

Em seguida, o secretário-adjunto de Governo e Gestão Estratégica de Mato Grosso do Sul, Jader Rieffe Julianelli Afonso, apresentou a palestra “Novo Marco Legal no Brasil’, que abordou a convalidação e prorrogação de incentivos fiscais pelo Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária). Ao realizar um balanço do evento, o superintendente do IEL, José Fernando do Amaral, destacou o grande interesse, tanto dos brasileiros quanto dos paraguaios, em fechar negócios.

“Estamos no segundo dia do Encontro de Negócios MS-Paraguai e, desde ontem, quando a delegação paraguaia apresentou uma série de palestras sobre o país, tivemos um auditório lotado de empresários interessados em trocar experiências e fazer network. Hoje, com a rodada de negócios, novamente tivemos um número de inscritos muito expressivo, o que demonstra que o comércio exterior, que é a área de expertise do CIN, representa um caminho para o empresário que quer buscar novas oportunidades e expandir seus negócios”, analisou José Amaral.

Para o diretor do Sebrae/MS, Claudio Mendonça, é essencial promover este tipo de evento para que o empresário conheça alternativas de mercado e vantagens como as proporcionadas pela Lei de Maquila. “Nosso papel é justamente esse, o de fomentar negócios. O Paraguai é um país cuja cultura está muito presente no nosso Estado, e temos nele a oportunidade de ganhar mercado, e gerar mais empregos e renda”, finalizou.

A delegação paraguaia é composta pelo vice-ministro de Micro e Pequenas Empresas do Paraguai, Victor Bernal, o secretário-executivo do Conselho Nacional das Indústrias Maquiladoras, Ernesto Paredes, o diretor de Promoção de Investimentos da Rediex (Rede de Investimentos e Exportações do Paraguai), Carlos Paredes, o embaixador do Brasil em Assunção, Carlos Alberto Simas Magalhães, e o vice-presidente da Câmara de Comércio Paraguai-Brasil, Junio Dantas. A programação do Encontro de Negócios Brasil-Paraguai ainda incluiu uma visita técnica dos empresários paraguaios ao Polo Industrial Norte de Campo Grande.


Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do Canaldaqui (67) 98186-1999

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100010531782535

Clique aqui e receba notícias do Canaldaqui no seu WhatsApp!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE