Rota Bioceânica será prioridade no pós-pandemia, afirma Nelsinho

De acordo com o senador, o projeto tem potencial para movimentar o desenvolvimento de toda a América Latina

| MIDIAMAX


Senador Nelsinho Trad (PSD). Foto: Arquivo Midiamax.

Após a pandemia, o projeto da Rota Bioceânica deve ser prioridade, pois pode impulsionar o desenvolvimento da América Latina. A afirmação foi feita nesta segunda-feira (24), pelo senador sul-mato-grossense Nelsinho Trad (PSD), que é presidente da CRE (Comissão de Relações Exteriores)

Nesta segunda-feira (24) aconteceu um seminário virtual do Parlasul (Parlamento do Mercosul) com intuito de discutir o andamento do projeto. Assim, Nelsinho afirmou a Agência Senado que é preciso destacar os esforços dos países para adiantar a realização da Rota.

Além disto, afirmou que “a retomada do desenvolvimento econômico implica, necessariamente, novas alternativas para que o povo possa ter geração de emprego e renda'. Em reunião com o parlamento, o senador já havia ressaltado que o projeto “é uma rota que vai encurtar em oito mil quilômetros marítimos a distância do nosso país até o continente asiáticos, além de baratear o frete em 40% ou 60%, dependendo do tipo do produto'.

Em Nioaque, onde serviu quando era militar, Bolsonaro plantará árvore pau-brasil

Bolsonaro chega com 2 senadores e 2 deputados para agenda em Mato Grosso do Sul

O projeto da Rota Bioceânica é uma iniciativa para diminuir até 8 mil quilômetros do transporte de mercadorias brasileiras até o mercado asiático. Assim, o trajeto irá passar pelo Brasil, Paraguai, Bolívia e Chile.

Outra etapa da Rota já foi inciada em Mato Grosso do Sul. No dia 20 de julho de 2019 foi assinada a licitação para construção da ponte de Porto Murtinho até Caramelo Peralta, município paraguaio. Por fim, a previsão do Governo do Estado é de que a ponte seja inaugurada em abril de 2023.

Ministro admite ‘relatório de servidores antifascistas’

União deve se atentar em corrupção e prática de ações da pandemia, afirmam senadores de MS 

Comissão ouvirá ministro da Justiça sobre relatório com dados de opositores do governo


Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do Canaldaqui (67) 98186-1999

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100010531782535

Clique aqui e receba notícias do Canaldaqui no seu WhatsApp!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE