Parrerito, do Trio Parada Dura, morre aos 67 anos após complicações do coronavírus

Cantor fazia parte do grupo de risco por histórico de diabetes e problemas cardíacos

| MIDIAMAX


Eduardo Borges, o ‘Parrerito’, cantor do Trio Parada Dura, morreu aos 67 anos na noite deste domingo (13), após complicações causadas pelo coronavírus. Parrerito era diabético e teve complicações no rim e no coração, mas a causa da morte ainda não foi divulgada. O cantor deixa mulher e ao menos quatro filhas.

“Igual a andorinha, Parrerito parte voando e deixa um Brasil inteiro já com saudade de sua voz que por quase quatro décadas marcou gerações no Trio Parada Dura. Ficará para sempre em nossos corações e na memória da música sertaneja', diz nota publicada pelo grupo sertanejo.

O cantor recebeu o diagnóstico para o covid-19 no dia 29 de agosto, quando foi internado. Três dias depois, o cantor sofreu um mal súbito e foi levado à UTI em estado grave, mas estável, com 50% do pulmão comprometido. O cantor não resistiu e morreu neste domingo por volta das 22h.

Saúde compra equipamentos de proteção individual por R$ 1,2 milhão

Pandemia cria novos hábitos e compras pela internet disparam em MS

Os outros integrantes do Trio Parada Dura, Creone e Xonadão, tiveram resultado negativo no teste para a doença. A mulher de Parrerito contraiu a doença, mas se recuperou em casa.

Nas redes sociais, fãs do cantor prestaram homenagem. O sertanejo Gusttavo Lima escreveu: “Que Deus o tenha… Descanse em paz grande Parrerito!!!'. O músico Leonardo também usou a internet para fazer um tributo a Parrerito. “Tenho tantas histórias pra contar de você, meu amigo do peito. Obrigado por tudo que fez por mim e meu eterno irmão Leandro. Principalmente por nossa música sertaneja ! Descanse em paz'.

Segundo a assessoria, o horário e o local do velório ainda não foram definidos porque familiares aguardam para saber como será o protocolo, já que o artista havia contraído o coronavírus.

Dourados já totaliza 90 mortes por coronavírus e ainda registra 699 casos ativos

Ministro da Justiça realiza exames após sentir mal-estar

Brasil registra média diária de 711 mortes por coronavírus neste domingo



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE