Setembro termina com 14% menos casos de coronavírus em relação a agosto em MS

Agosto foi pior mês da pandemia no Estado, com mais de 23 mil casos

| MIDIAMAX


(Foto: Saul Schramm/Subcom)

Com Mato Grosso do Sul no platô da pandemia há cerca de 10 semanas, o número de casos e mortes passou por uma redução no mês de setembro. Entre os dias 1º e 30 de setembro, foram registrados 19.886 casos e 414 mortes em MS. O número representa uma queda de 14,2% no número de casos e 12,4% na quantidade de mortes. 

A reportagem verificou os dados da pandemia em Mato Grosso do Sul no boletim epidemiológico da SES (Secretaria de Estado de Saúde). No dia 1º de setembro, havia 49.820 casos e 889 mortes registradas no Estado. Já no último dia do mês, esta quarta-feira (30), MS já somava 69.706 casos e 1.303 mortes. 

Apesar do número alto de casos e mortes, os dados mostram uma desaceleração na pandemia. O mês de setembro registrou menos casos e mortes do que agosto, que foi o pior mês da pandemia até agora. 

Assembleia aprova moção de pesar pela morte de Pierre Adri

Nível negativo: Rio Paraguai atinge menor altura dos últimos 47 anos em MS

MS começou o mês de agosto com 25.739 casos e 389 mortes. No dia 31 de agosto, o Estado já somava 48.937 casos e 862 mortes, totalizando 23.198 casos e 473 mortes ao longo do mês. 

Outro fator que chama a atenção é a taxa de letalidade em MS. Dados mostram que a taxa de letalidade aumentou em Mato Grosso do Sul ao longo do mês de setembro. O mês começou com a taxa em 1,8%, porém setembro encerrou com 1,9% de taxa de letalidade. 

Ainda nesta semana, o secretário Geraldo Resende chamou a atenção para o fato de que a taxa de letalidade estava em estabilidade.  “A nossa taxa de letalidade, que permaneceu por quase um mês em 1,8%, teve elevação e passa a ser e 1,9% em todo o estado. Ou seja, 1,9% dos casos confirmados vieram a óbito. A gente precisa baixar essa taxa de letalidade', comentou Resende.

Todas as cidades de Mato Grosso do Sul devem registrar mais de 41ºC nesta quinta, diz Inmet

Pobreza atinge 40,9% da população na Argentina

Reinaldo Azambuja exonera Sérgio de Paula e Flávio César para campanha do PSDB

Apesar do acréscimo, a taxa de letalidade em setembro ainda aumentou menos do que em comparação com agosto. O mês de agosto começou com taxa de letalidade de 1,5% e saltou para 1,8%.

É importante entender que a taxa de letalidade é um parâmetro usado para medir a gravidade do coronavírus. A taxa representa a porcentagem de pacientes infectados que morreram. Ou seja, a letalidade mede a chance de uma pessoa morrer em consequência da Covid-19.

Taxa de letalidade não é a mesma coisa que a taxa de mortalidade. O índice de mortalidade mede a chance de uma pessoa sem a doença se infectar e depois morrer.


Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do Canaldaqui (67) 98186-1999

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100010531782535

Clique aqui e receba notícias do Canaldaqui no seu WhatsApp!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE