Com amostra do dente, exame de DNA identifica motorista que morreu carbonizado

Vítima é jovem de 27 anos

| /MIDIAMAX


Foi identificado como Daryl Jonatan Patrício da Cruz Gama, de 27 anos, o motorista que morreu carbonizado em acidente de trânsito ocorrido no dia 5 de outubro, na BR-060, entre Campo Grande e Sidrolândia. Ele foi reconhecido a partir de exame de DNA coletado pelo Ialf (Instituto de Análises Laboratoriais Forenses) e realizado por laboratório de São Paulo.

De acordo com a delegada Thais Duarte Miranda, de Sidrolândia, responsável pelo inquérito, foi colhida amostra do dente da vítima, que foi confrontada com material genético extraído da coleta de sangue do pai. A família já suspeitava que se tratava de Daryl, tendo em vista o registro da placa do veículo, bem como o sumiço repentino do rapaz.

No entanto, era preciso aguardar a perícia para a identificação formal. A Polícia Civil trabalha agora para descobrir as causas do acidente. O caso foi registrado como morte a esclarecer e a delegada aguarda laudo de local para determinar a dinâmica dos fatos. “Assim vamos saber a velocidade dos veículos e se houve imprudência”, explicou.

Daryl seguia em um veículo Gol que colidiu frontalmente com a caminhonete ocupada por outro homem que conseguiu sobreviver. Este motorista pode responder por homicídio culposo, quando não há intenção, se for comprovado que ele teve responsabilidade pelo ocorrido. Por enquanto, ele sequer foi ouvido, já que estava internado.

Midiamax



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE