Dinheiro na cueca: Mourão diz que seria ‘bom’ se senador pedir para sair da vice-liderança

Vice disse que pedido deveria ser feito de forma voluntária

| MIDIAMAX


Vice-presidente Hamilton Mourão

O vice-presidente Hamilton Mourão disse que “seria bom' se o senador Chico Rodrigues (DEM-RR), vice-líder do governo flagrado com dinheiro na cueca durante operação da Polícia Federal na quinta-feira, “voluntariamente' pedisse para sair do cargo. A declaração foi dada no Palácio do Planalto.

“Eu acho que seria bom ele [sair], voluntariamente, até para poder, vamos colocar assim, se defender das acusações de forma mais livre', disse. Assim como o presidente Jair Bolsonaro, Mourão defendeu que líder do governo no Senado não faz parte do governo, mas é uma “linha auxiliar'.

“Todos aqueles que estão dentro do Parlamento e que trabalham em favor do governo ou ocupando o cargo, como ele tem, de vice-liderança, ou até mesmo fazendo parte da base, é uma linha auxiliar, ele não é membro do Executivo, isso ai é óbvio', disse.

Dupla que manteve família de funcionário da PF em cárcere durante assalto usou carro roubado para o crime

VÍDEO: Operação deflagrada nesta quinta é desdobramento de homônima em 2013

Mourão afirmou ainda que “lamenta' pelo episódio, mas ressaltou que é preciso acabar a investigação. Ele disse também que a operação é a “face mais clara' de que o presidente Jair Bolsonaro não interfere na Polícia Federal.

“Aquela história que o presidente tem interferência na Polícia Federal, ele não interfere em nada. Está aí a face mais clara disso. Independente da posição que a pessoa tem em relação ao governo, se está metida em alguma atividade ilicita, a PF tem plena liberdade para agir', comentou.

(Com agências)

Deputados pedem urgência para reinstalação da comissão sobre prisão em segunda instância

Governo sanciona PL que cria Ministério das Comunicações

Governo acertou ao restringir reforma a futuros servidores, diz Maia



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE