Eleições 2020: Fake News em Sidrolândia vira caso de polícia

Os advogados registraram boletim de ocorrência

| CANALDAQUI


Reprodução

A divulgação de fake news anda agitando as eleições no município de Sidrolândia. Neste último sábado, 14 de novembro, uma enxurrada de cartas foram deixadas em residencias em pontos estrategicos do municpio, contra o candidato a prefeito Daltro Fiuza (MDB) virou caso de polícia.

As cartas continham o símbolo da justiça Eleitoral , afirmando que a candidatura de Daltro Fiuza tinha sido negada, e caso o elitor votasse em Daltro o voto seria anulados. Conforme a carta os eleitores deveriam votar em Enelvo Felini ou Moacir do Vacaria.

Diante do fake News a polícia militar foi acionada, porém não foi possível identificar quem teria deixado a tal carta nas residências. O material também foi divulgado em alguns grupos de WhatsApp do município.

De acordo com os advogados de Daltro Fiuza, a população estaria sendo enganada com essas afirmações. Ainda conforme os advogados Daltro Fiuza é candidato,e está pleiteando a prefeitura de Sidrolândia.

No último dia 11 de novembro o candidato Daltro Fiuza teve seu registro de candidatura rejeitado pelo TRE-MS. Daltro Fiuza recorreu à sentença junto ao Tribunal Superior Eleitoral.
Candidato Fiuza foi alvo de ação da coligação adversária encabeçada pelo ex-prefeito Enelvo Fellini (PSDB) situação avaliada em segundo grau, onde a decisão pelo indeferimento de se usa foi tomada por unanimidade pelos seis membros da mesa julgadora.


Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do Canaldaqui (67) 98186-1999

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100010531782535

Clique aqui e receba notícias do Canaldaqui no seu WhatsApp!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE