Mais um jogo do campeonato estadual vira caso de polícia em MS

Assistente registrou boletim de ocorrência contra jogador do Sete de Setembro após eliminação

| CAMPO GRANDE NEWS


Jogadores do Sete pressionaram a arbitragem assim que terminou a partida no Douradão (Foto: Anderson Ramos)

Mais uma partida do Campeonato Estadual virou caso de polícia. A partida entre Sete de Setembro e Operário, na tarde de domingo (26), terminou em confusão e foi parar na delegacia de Dourados – a 233 km da Capital. O árbitro assistente Eduardo Gonçalvez da Cruz registrou bolem de ocorrência acusando o meio-campista Rafael Primo de agressão assim que o Galo marcou o segundo gol na partida, aos 49 minutos da etapa final, eliminando o time da casa do Campeonato Estadual.

De acordo com o boletim de ocorrência, Primo foi até o assistente para reclamar e aplicou uma cabeçada contra Eduardo Gonçalves da Cruz. A confusão envolvendo jogadores do Sete e arbitragem continuou e a Polícia Militar precisou fazer a escolta dos árbitros até o vestiário. O boletim também aponta que os militares procuraram o jogador ainda no estádio, mas não o encontraram.

O destempero também conta das arquibancadas do estádio Douradão. Confusões com torcedores também foram registradas ao término da partida.

Jogadores foram até o vestiário reclamar da atuação dos árbitros (Foto: Odair Martimiano)Jogadores foram até o vestiário reclamar da atuação dos árbitros (Foto: Odair Martimiano)

 

Dentro de campo, o Sete de Setembro não fez valer o mando de campo e foi eliminado na semifinal do Estadual. O Galo já jogava pelo empate, mas não se deu por satisfeito, abrindo o placar aos 39 minutos de jogo com Luis Miguel. O Sete esboçou uma reação aos 41 da etapa final com Lucão. Mas nos acréscimos o Galo aproveitou o desespero do time douradense e no contra-ataque marcou com Fernandinho.

O Operário volta a uma final do Estadual depois de duas décadas. A última foi em 1997, quando foi campeão sobre o Comercial. O Galo é o maior campeão do futebol sul-mato-grossense com 10 títulos ao todo.

O adversário do Galo na decisão será conhecido somente na noite de quarta-feira. Corumbaense e Novo se enfrentam no estádio Arthur Marinho, em Corumbá – a 419 km de Campo Grande. O Carijó da Avenida, atual campeão estadual, precisa de um empate para avançar. Para o Novo basta uma vitória simples.

Violência – No dia 18 de fevereiro o clássico Comerário terminou em pancadaria no estádio Morenão, em Campo Grande. Após o gol do Comercial, o único da partida, o atacante Jeferson Reis e o massagista Raul Prazeres dos Santos Neto, ambos do Operário, agrediram o gandula Tadeu Francisco Kutter Júnior. Jeferson da Silva Rodrigues, meia do Comercial, também se envolveu na confusão. Todos foram punidos e suspensos pelo TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) posteriormente.


Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do Canaldaqui (67) 98186-1999

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100010531782535

Clique aqui e receba notícias do Canaldaqui no seu WhatsApp!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE