Marun cotado para ministério de articulação política do Planalto

Deputado foi chamado às pressas pela liderança para ficar de prontidão em Brasília

| CORREIO DO ESTADO


Marun é, hoje, o parlamentar mais próximo de Temer - Foto: Valdenir Rezende/Correio do Estado

O deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) deixou, ontem, às pressas Campo Grande rumo a Brasília. Ele cancelou agenda no Estado depois de receber telefonema da liderança da bancada do partido. Marun foi aconselhado a permanecer em seu gabinete na Câmara dos Deputados para esperar chamado do Planalto a qualquer momento. O nome dele está na mesa do presidente Michel Temer para assumir o cargo de ministro da Secretaria de Governo em substituição ao tucano Antonio Imbassahy, que voltará à Câmara dos Deputados com desembarque do PSDB do governo.

“Se for convidado pelo presidente Temer, vou avaliar”, comentou ontem à tarde Marun, já em Brasília. Essa avaliação passa pela eventual proposta de permanecer no ministério até o fim do governo Temer. Sendo assim, não poderia concorrer à reeleição de deputado federal por Mato Grosso do Sul. “Essa questão preciso discutir bem com o presidente, se for convidado [para assumir ministério]”, afirmou.

O deputado federal Alexandre Baldy (GO) assumirá o Ministério das Cidades em substituição ao tucano Bruno Araújo, que pediu demissão depois de perder apoio do PSDB. Para ocupar o cargo, Baldy teve de deixar o Podemos e deverá ingressar ao PP, que faz parte da base aliada de Temer. 


Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do Canaldaqui (67) 98186-1999

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100010531782535

Clique aqui e receba notícias do Canaldaqui no seu WhatsApp!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE