Queda capilar pós-Covid: conheça cinco dicas para tratar o problema

Confira quais práticas você pode ter para retomar a saúde do cabelo e o crescimento dos fios

| MIDIAMAX


Queda capilar é uma das principais consequências da Covid-19 - Foto: Reprodução

Todas as sequelas deixadas pela contaminação causada pelo novo Coronavírus (Covid-19) ainda não conseguiram ser mapeadas e compreendidas pelos pesquisadores e especialistas. O que se sabe é que, além da desregulação no ritmo cardíaco, perda de memória, paladar e olfato e fadiga excessiva, a queda intensa de cabelo é um dos problemas mais comuns relatados pelos pacientes.

Segundo estudos realizados mundialmente, a queda é um sintoma universal e que atinge a todos os infectados, sejam homens ou mulheres, adultos ou crianças, que sentem tal efeito causado pela doença, mesmo quando são apresentados apenas sintomas leves do vírus. 

“Uma das possíveis causas se deve à inflamação do bulbo capilar que, após a doença, aumenta a queda. Além disso, o estresse e a ansiedade, que aparecem no momento pandêmico de incertezas, colaboram com a fragilidade do folículo capilar, que passa a deixar de segurar os fios no couro cabeludo, causando a perda de cabelo' explica a farmacêutica Kika Chammas.

Apesar de não ter como prevenir o problema, existem maneiras de tratar a queda capilar por meio de algumas medidas. Confira agora cinco dicas para tratar a queda capilar pós-Covid.

1 - Tome cuidado com alguns procedimentos capilares

Logo após a doença, o ideal é evitar o uso de coloração, a realização de mechas ou de tratamentos que extraiam ainda mais a força dos fios. O uso de secadores e chapinhas, por exemplo, pode ressecar ainda mais o couro cabeludo, roubando os ingredientes essenciais para uma boa recuperação.

“Tente deixar o cabelo secar naturalmente, mantendo-o solto o máximo de tempo possível. Prender muito o cabelo puxa os fios para baixo, aumentando ainda mais a queda', aponta a especialista.

2 - Cuide da sua saúde

A prática moderada de exercícios físicos e de relaxamentos ajudam a diminuir o estresse, mantendo os hormônios equilibrados. Já a alimentação correta e saudável auxilia na ingestão de vitaminas e complexos que são importantes para manter os fios fortes, entre elas as vitaminas A e E e o complexo B.

“Evitar fumar e o consumir álcool excessivamente também são escolhas benéficas para o corpo como um todo, assim como boas noites de descanso e sono', ressalta Kika.

3 - Busque usar os produtos certos

Analisar as formulações e componentes dos itens que utilizamos, dentro e fora do corpo, é de suma importância. Por não serem naturais, substâncias como parabenos, liberadores de formol, conservantes, sulfatos, corantes e fragrâncias sintéticas entopem, ainda mais, os folículos capilares, impedindo o crescimento dos fios. “Busque massagear o couro cabeludo com óleos essenciais, que são naturais e possuem funções distintas. Os óleos essenciais de alecrim e hortelã pimenta, por exemplo, melhoram a circulação do couro cabeludo, fortalecendo e evitando a perda dos fios', comenta.

4 - Opte pela suplementação

Suplementos nutricionais, as famosas gomas e cápsulas que se tornaram febre entre os consumidores que adoram cuidar do cabelo, ajudam no crescimento e fortalecimento do cabelo. Mas para isso, é importante consultar um especialista que vai receitar a suplementação mais adequada ao seu caso.

5 - Procure um médico especializado

Procurar um especialista qualificado na área é indispensável para entender quais os problemas e como eles devem ser tratados. A realização de exames hormonais irá avaliar se há algum desequilíbrio importante que deve ser cuidado, enquanto os procedimentos de rotina mostram se há falta de ferro ou de vitaminas essenciais para o funcionamento correto do corpo.

“Anemia, gravidez, hipertireoidismo, menopausa, entre outros fatores, também podem ser causas possíveis que vão além da Covid-19. Por isso, não deixe de procurar um profissional qualificado, que saberá se há necessidade do uso de medicamentos específicos para a situação individual de cada um', finaliza a farmacêutica. 


Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do Canaldaqui (67) 98186-1999

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100010531782535

Clique aqui e receba notícias do Canaldaqui no seu WhatsApp!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE