Órgãos de Lucas vão para São Paulo hoje em voo comercial

Coração, fígado e um dos rins são transportados em caráter de urgência


Lucas morreu ontem por voltaq das 11 horas

A equipe médica da Santa Casa de Campo Grande inicia nesta manhã a retirada de órgãos, conforme autorizado pela família, do jovem Lucas Henrique de Souza Mateus, 21 anos, vítima de atropelamento. O coração, o fígado e um dos rins seguem em voo fretado para São Paulo, onde pacientes aguardam transplante. 

De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, o coração não "sobrevive" mais do que quatro horas fora do corpo, por isso, a transferência é feita com urgência, no meio de transporte mais rápido disponível, no caso, uma aeronave. 

Um dos rins será destinado a paciente de Mato Grosso do Sul e as córneas, que podem esperar até 14 dias, vão para o banco de órgãos da Santa Casa. A hipótese é de que o corpo seja liberado para a família no início da tarde. 

ACIDENTE

Lucas foi atropelado por um carro Hyundai HB20 na madrugada de sábado (25), no cruzamento das Ruas Euclides da Cunha e Ceará. O motorista, o acadêmico de Medicina Rodrigo Souza Augusto, 26 anos, estava embriagado. Conforme o delegado Mário Donizete Feraz de Queiroz, titular da 1ª Delegacia de Polícia da Capital, no dia do acidente Rodrigo foi autuado por lesão corporal grave culposa. 

Como a vítima foi para o hospital e teve morte cerebral atestada ontem, o inquérito passa a ser de homicídio culposo. No entanto, o delegado afirmou que, se comprovado que o motorista assumiu o risco, a tipificação muda novamente, e ele responderá por homicídio doloso - quando há intenção de matar.

Rodrigo fez o teste do bafômetro e em depoimento relatou que estava trafegando em torno de 60 km/h, sendo a velocidade máxima permitida na via de 50 km/h. O teste resultou em 0,85 miligramas de álcool por litro de sangue, mas o limite máximo para não ser preso é de 0,3 mg/l.

O estudante ficou preso na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) centro de sábado até domingo, e  pagou R$ 50,5 mil de fiança para sair da cadeia. Além da fiança, o estudante está proibido de se ausentar da cidade sem prévia autorização judicial e deve entregar seu passaporte em cartório. 


Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do Canaldaqui (67) 98186-1999

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100010531782535

Clique aqui e receba notícias do Canaldaqui no seu WhatsApp!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE