Estudante brasileira é morta no Paraguai e assassino tenta criar cenário de suicídio

O corpo da vítima foi encontrado pendurado pelo pescoço com uma corda em uma residência na cidade de Pedro Juan Caballero, divisa com Ponta Porã

| O PROGRESSO


Estudante brasileira é morta no Paraguai e assassino tenta criar cenário de suicídio

A brasileira Kelly Cristina Gonçalves Cardoso (30), estudante de medicina no Paraguai, foi encontrada morta na manhã de hoje (18) na casa onde morava na cidade de Pedro Juan Caballero, fronteira com Ponta Porã. Investigadores apontam que a mulher foi assassinada e o autor tentou criar cenário de suicídio.

Segundo o site Porã News, a vítima foi encontrada pendurada com uma corda amarrada no pescoço na casa localizada no bairro Guarani. Ela estava no quinto ano de medicina da Universidad Sudamericana, com sede em Pedro Juan Caballero.

Testemunhas contaram aos investigadores que na noite de ontem (17) foram ouvidos barulhos de briga entre Kelly e o namorado identificado como Alexandre. Segundo os populares, o suspeito é agressivo e constantemente ouvia-se as discussões do casal. A vítima já teria apresentado denúncia contra o namorado por violência.

Os investigadores encontraram indícios no corpo da acadêmica de que ela tenha sido colocada no local onde foi encontrada para que forjar um caso de suicídio.

Ele está foragido e agora a classe universitária e a sociedade brasileira na fronteira cobra das autoridades policiais paraguaias celeridade na apuração do crime e na captura do acusado. O caso é considerado como feminicídio.


Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do Canaldaqui (67) 98186-1999

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100010531782535

Clique aqui e receba notícias do Canaldaqui no seu WhatsApp!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE