Seis empresas participam da licitação para reformar presídio da Máxima

As obras serão realizadas através da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul).

| CORREIO DO ESTADO


Seis empresas participam da licitação para reformar presídio da Máxima

Seis empresas deram lances na última sexta-feira (12) durante a tomada de preços da licitação para a reforma do Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho – o presídio de Segurança Máxima de Campo Grande. Conforme a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), a previsão é que até a próxima sexta-feira (19) seja divulgado em Diário Oficial o resultado do certame.

 

As obras serão realizadas através da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul). Orçada em R$ 635.383,64, a reforma envolverá a construção de muros, escadas e adequação de platibandas nos pavilhões de celas.

 

Ainda conforme a Seinfra, das seis empresas candidatas, a Isocon Contruções Ltda – EPP apresentou o menor preço em seu lance, oferecendo R$ 539.985,57 para a realização do serviço.

 

Mas mesmo com o menor lance, a proposta em geral – composição de preços e documentação – da empresa ainda será analisada pela comissão de licitações do governo do Estado, o que não garante vitória no certame por enquanto.

 


Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do Canaldaqui (67) 98186-1999

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100010531782535

Clique aqui e receba notícias do Canaldaqui no seu WhatsApp!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE