Defesa de Lula protocola pedido de soltura do ex-presidente

Lula está preso desde 7 de abril de 2018 na sede da Polícia Federal do Paraná

| CORREIO DO ESTADO / ESTADÃO CONTEÚDO


Defesa usou como argumento decisão do STF - Foto: Marcelo Camargo / Arquivo / Agência Bra

A defesa de Luiz Inácio Lula da Silva protocolou na manhã desta sexta-feira, 8, o pedido de liberdade do ex-presidente da República na Justiça Federal em Curitiba.

Os defensores alegaram que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que considerou inválida a execução provisória da pena em segunda instância, é de conhecimento público e pede que seja expedido alvará de soltura para o petista. Lula está preso desde 7 de abril de 2018 na sede da Polícia Federal do Paraná, berço da Operação Lava Jato. '

Luiz Inácio Lula da Silva, qualificado nos autos da Execução Penal Provisória em epígrafe, cujos trâmites se dão por esse douto Juízo, vem, por seus advogados que abaixo subscrevem, respeitosamente, à presença de Vossa Excelência, requerer a expedição imediata de ALVARÁ DE SOLTURA, diante do resultado proclamado na data de ontem pelo Supremo Tribunal Federal - público e notório - no julgamento simultâneo das ADCs 43, 44 e 54', informa o documento protocolado às 11h12 na 12.ª Vara Federal de Curitiba.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE