Jailson se destaca no início de 2018 e justifica titularidade no Palmeiras

A escolha do goleiro era tida como improvável em uma posição que tinha Fernando Prass e Weverton como concorrentes

| FOLHAPRESS


Jailson se destaca no início de 2018 e justifica titularidade no Palmeiras

Assim que anunciou que Jailson seria titular, Roger Machado chocou boa parte da torcida e da imprensa. A escolha do goleiro era tida como improvável em uma posição que tinha Fernando Prass e Weverton como concorrentes. Hoje, três jogos depois, o técnico mostrou que estava certo na escolha.

 

Não só pelo pênalti defendido na última quinta-feira (25), na vitória por 2 a 1 contra o Red Bull, mas pela atuação consistente do goleiro nas partidas do Estadual até aqui. Ele fez defesas importantes contra o Santo André e diante do Botafogo, apesar de mostrar alguns erros na saída de bola.

 

Na última rodada, antes de ter defendido a penalidade máxima, já havia feito milagre em um chute à queima roupa logo aos nove minutos do primeiro tempo. Roger Machado se mostrou feliz por ter feito a escolha certa para o momento e destacou que a continuidade é importante para a posição de goleiro.

 

"Goleiro é uma posição especial. Porque posso dar 15, 20 minutos para o Guerra, para o Bruno Henrique... O Keno entra com 15 minutos do segundo tempo. Mas o goleiro está impossibilitado de fazer essa alteração, normalmente só por lesão ou expulsão. Mas o ano é longo. Haverá oportunidades para que eles possam jogar", afirmou.

 

Além da consistência, Jailson tem mostrado ter estrela nas horas certas. Ele defendeu pênalti contra o Barcelona, na Libertadores do ano passado, e contra o Flamengo, em importante confronto direto no Brasileirão, quando assumiu a vaga de Fernando Prass.


Envie sugestões de notícias para o WhatsApp do Canaldaqui (67) 98186-1999

Curta nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100010531782535

Clique aqui e receba notícias do Canaldaqui no seu WhatsApp!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE