Pensando em reformulação, Palmeiras deve negociar dupla de meio-campistas

Usados como titulares ontem contra o Fluminense, Raphael Veiga e Hyoran podem ter feito uma de suas últimas partidas com a camisa do Palmeiras

| GAZETAMS


Hyoran e Raphael Veiga podem ser negociados pelo Palmeiras Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Apesar de atuarem como titulares na quinta (27) contra o Fluminense, Raphael Veiga e Hyoran podem ter realizado um de seus últimos jogos com a camisa do Palmeiras. Os são considerados negociáveis no planejamento de Mano Menezes para a temporada 2020. Na partida no Maracanã, a dupla pouco rendeu. Raphael Veiga saiu machucado após pancada cedendo lugar a Lucas Lima, enquanto o segundo saiu já no intervalo após quase não participar para a entrada de Dudu. Os dois foram alvos de diversas reclamações da torcida nas redes sociais, nas arquibancadas e do técnico Mano Meneses.

No mercado da bola, Raphael Veiga é o que mais desperta interesse. O meia teve 50% de seus direitos comprados por R$ 4,5 milhões em 2016, mas não conseguiu se consolidar. Seu melhor desempenho recentemente foi defendendo o Athletico, ano passado, quando teve seu retorno solicitado por Luiz Felipe Scolari para 2019. Sem convencer neste ano, ele já tem interessados tanto entre clubes brasileiros quanto equipes do exterior, mas nenhuma proposta oficial chegou na mesa da diretoria do Palmeiras.

Hyoran, por sua vez, foi comprado por quase R$ 8 milhões da Chapecoense e nunca brilhou. Mesmo após de ter sido sondado por empréstimo por diversas equipes, a decisão do Verdão foi de mantê-lo no elenco para buscar aprimoramento, o que não ocorreu. Assim como Veiga, ele foi sondaado por equipes brasileiras e estrangeiras e pode ter a sua negociação viabilizada caso as cifras apresentadas pelo clube interessado sejam satisfatórias. Na reformulação para 2020, o Palmeiras também quer trocar quatro de seus sete atacantes. Já no setor defensivo, não deve ficar com Edu Dracena e ainda tem uma boa chance de ver Bruno Henrique deixando o Palestra por causa dos episódios recentes de violência que o mesmo sofreu, juntamente com outros atletas que se sentem inseguros .



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE