Fracasso: bandidos tentaram explodir carro-forte, mas fugiram de mãos abanando

De acordo com a Polícia Civil, ninguém se feriu e nada foi levado do local

| MIDIAMAX/RENAN NUCCI


Jeep Renegade foi incendiado pelos bandidos. Foto: Divulgação

O roubo a carro-forte ocorrido na manhã desta segunda-feira (02), na rota para a fronteira com o Paraguai, foi um grande fracasso. De acordo com o Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Bancos, Assaltos e Sequestros), ninguém se feriu e nada foi levado do local.

Conforme apurado, o veículo da empresa de transporte de valores seguia pela rodovia MS-156, sentido Caarapó a Amambai, quando houve aproximação dos criminosos que estavam em um Jeep Renegade. Eles deram um tiro na direção do vidro do blindado. O motorista então realizou manobra evasiva e a equipe fugiu para dentro do pasto, deixando a porta trancada.

Os criminosos então armaram explosivo, mas não houve detonação completa e o carro-forte continuou fechado. Ocorreu o que a polícia chama de explosão de baixa ordem, que é quando o explosivo não é acionado por ser velho ou outros motivos.

Na fuga, o Renegade não deu partida e eles incendiaram o automóvel. Em seguida, renderam um motorista de caminhão e fugiram. Eles desceram do caminhão sentido Aral Moreira, portando explosivo C4. Por este motivo, os policiais acreditam que estavam entre quatro ou cinco, caso contrário não conseguiriam ser transportados.

Por meio nota, a Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública), disse que acompanha o caso e enviou equipes especializadas junto com o Garras.  “A Sejusp informa que já encaminhou para participar das buscas pelos responsáveis do roubo a um carro-forte, que aconteceu na manhã de hoje, na região de Amambai, equipes do Departamento de Operações de Fronteira (DOF), das forças táticas que compõem os batalhões da Polícia Militar da região e do Grupamento de Policiamento Aéreo (GPA)'.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE