MS ganha associação do reggae para fortalecer estilo e movimentar a cidade

Artistas da área se reuniram neste mês e criaram um grupo para expandir a cultura em Campo Grande e no interior

| MSNEWS/CAMPO GRANDE NEWS / ALANA PORTELA


Foto em grupo com a galera da associação do reggae. Da esquerda pra direita; Luiz Tebaldi, Carlos Estoduto, Lincoln Gouveia, Diego Manciba Caio Ignácio, Marco Lopes, Thiago Silva, Ricardo Elia e Patrícia Rodrigues (Foto: Arquivo pessoal)

Com a intenção de expandir a música e movimentar a cidade, artistas se reuniram e criaram a Associação Reggae Mato Grosso do Sul, em Campo Grande. A entidade vem para reforçar a cultura, levando paz e amor, misturado com muitos shows e diversão. É aquele “salve' que faltava para representar o gênero na Capital.

“Há um ano vínhamos amadurecendo a ideia e agora, de fato, conseguimos criar a associação. Já estamos cuidando da parte burocrática, que é a razão social e toda aquela papelada que precisa para formalizar', explica Lincoln Gouveia.

Ele é vocalista da banda Cana Roots, que existe há 16 anos. O gênero virou estilo de vida do grupo, que faz questão de incentivar o reggae na cidade. Lincoln relata que a ideia saiu do papel neste mês e já tem planos para fazer o projeto vingar.

“Os primeiros passos foram às reuniões para definir tudo e após a parte burocrática, queremos fazer apresentações, levar o reggae para os bairros, realizar ações socais para os moradores conhecerem o que é o gênero'.

“O reggae representa a parte social, que sempre está buscando formas de trabalhar com as pessoas, tem músicas de conscientização social e também não deixa de ser uma forma de expressão. Queremos plantar a semente do bem, da união, respeito e do entendimento entre os povos e culturas', destaca o músico.

Lincoln ainda releva que a primeira ação da associação será no bairro Noroeste. “É onde mais tem famílias carentes, que precisam de ajuda', diz. Além de aproximar a cultura dos moradores, a associação pretende unir também os artistas do estilo. “Vamos nos aproximar mais', completa.

Marina Peralta é uma das artistas campo-grandenses que arrasta multidão nos shows. Sua carreira fez tanto sucesso que a cantora se mudou para São Paulo em 2019, onde canta e encanta os paulistas. Contudo, outros cantores e bandas permanecem na Capital para a alegria dos moradores.

O grupo Cana Roots mesmo é um dos não desistem da música e está preparando um clipe para iniciar o ano com o pé direito. O cantor Patrick Sandim também anima as noites da Capital, assim como o músico Caio Ignácio, a banda Rockers Sound System e outros.

Atualmente, quem gosta do estilo musical costuma ir ao Porão do Raggae, que fica na rua Rua Jose Eduardo Rolim, na Vila Manoel da Costa Lima. Tem no Trem Mineiro da rua Heitor Laburu, 341 - Jardim Itatiaia.

“A associação vai criar uma agenda cultural e estamos buscando o apoio da Sectur [Secretaria de Cultura e Turismo] de Campo Grande e da Fundação de Cultura do Estado, pois queremos fazer apresentações gratuitas para levar o reggae', finaliza Lincoln.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE