Bolsonaro anuncia liberação imediata de R$ 8 bilhões de emendas para a Saúde

| MIDIAMAX/ESTADãO CONTEúDO


Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta sexta-feira (20) a liberação imediata de R$ 8 bilhões em emendas parlamentares individuais e de bancada para a área da saúde. A decisão foi tomada em meio à pandemia do novo coronavírus.

O anúncio foi feito por Bolsonaro durante videoconferência com empresários para tratar dos efeitos da pandemia do novo coronavírus na economia. O presidente usava máscara e estava ao lado do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

“Em comum acordo, os parlamentares abriram mão de R$ 8 bilhões [de emendas] individuais e de bancada. Recurso esse que vai diretamente para o Ministério da Saúde, para que dessa forma medidas sejam tomadas no combate ao vírus”, disse o presidente.

Líder do governo no Congresso, o senador Eduardo Gomes (MDB-TO) explicou que os recursos que seriam liberados ao longo do ano serão liberados de uma vez só.

“Ele iria liberar até o fim do ano. A crise é agora. Não adianta ter uma liberação de uma emenda no final do ano para a saúde para comprar um respirador. Você precisa de um respirador agora. O movimento é esse”, exemplificou Gomes.

“Os recursos serão priorizados e liberados agora. São recursos de emendas individuais e de bancada”, emendou.

Durante o anúncio, Bolsonaro afirmou que os parlamentares estavam, em comum acordo, “abrindo mão” de suas emendas. Mas um deputado aliado explicou que não se trata de abrir mão de emendas, mas de uma antecipação do pagamento de emendas cujos beneficiários, da área da saúde, já foram indicados pelos parlamentares.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE