Para combater pandemia, prefeitura em MS passa a higienizar ruas

Serviço será executado a cada quatro dias em áreas com grande circulação de pessoas

| CORREIO DO ESTADO


Curta nossa Fan Page e fique por dentro de tudo que acontece em Itaporã, Região, Brasil e Mundo!

Desde a noite de segunda-feira (30), a prefeitura de Nova Andradina, cidade no sudoeste de Mato Grosso do Sul, passou a higienizar as vias públicas para combater o avanço da pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) investiga quatro casos na cidade, que até agora não confirmou nenhum.

Esse trabalho será feito a cada quatro dias. Servidores das secretarias municipais de Serviços Públicos (Semusp) e de Saúde, usando equipamentos de proteção como máscaras, luvas, óculos e botas, realizam o serviço. Com um caminhão-pipa, eles aplicam uma solução preparada com água e hipoclorito de sódio, que será aplicada em áreas externas e vias próximas aos hospitais, supermercados, terminal rodoviário, farmácias, agências bancárias, praças e lugares onde é frequente a circulação de pessoas.

“Foram utilizados 10 mil litros de solução neste primeiro dia. É uma medida de grande relevância, mas por si só não resolve o problema. A população tem que continuar fazendo a parte dela, permanecendo em casa nesta quarentena”, alerta Hernandes Ortiz, chefe da Defesa Civil Municipal.

Além disso, a equipe de mutirão de limpeza do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) já está fazendo a borrifação de água com cloro com a utilização de máquinas costais nas unidades de saúde e outros órgãos públicos.    

Desde a noite de segunda-feira (30), a prefeitura de Nova Andradina, cidade no sudoeste de Mato Grosso do Sul, passou a higienizar as vias públicas para combater o avanço da pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) investiga quatro casos na cidade, que até agora não confirmou nenhum.

Esse trabalho será feito a cada quatro dias. Servidores das secretarias municipais de Serviços Públicos (Semusp) e de Saúde, usando equipamentos de proteção como máscaras, luvas, óculos e botas, realizam o serviço. Com um caminhão-pipa, eles aplicam uma solução preparada com água e hipoclorito de sódio, que será aplicada em áreas externas e vias próximas aos hospitais, supermercados, terminal rodoviário, farmácias, agências bancárias, praças e lugares onde é frequente a circulação de pessoas.

“Foram utilizados 10 mil litros de solução neste primeiro dia. É uma medida de grande relevância, mas por si só não resolve o problema. A população tem que continuar fazendo a parte dela, permanecendo em casa nesta quarentena”, alerta Hernandes Ortiz, chefe da Defesa Civil Municipal.

Além disso, a equipe de mutirão de limpeza do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) já está fazendo a borrifação de água com cloro com a utilização de máquinas costais nas unidades de saúde e outros órgãos públicos.  

Correio do Estado



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE